Saindo de Beijing pela manha do Sabado, durante todas as 25 horas que foi o perìodo que deixei o Hotel até a hora que entrei em casa, vim tentando dar forma a tudo o que foi vivido nos ultimos 21 dias…. Entrei no metro e peguei o moderno e confortavel transfer, que trata-se de uma linha rapida de metro que liga o centro de Beijing diretamente ao aeroporto sendo económico e muito rapido, e como sempre cheguei com bastante antecedencia tempo que aproveitei para gastar o que me sobrava de YUAN no bolso, que no máximo deu para um café no Starbucks…rs..rs Foi aí que encontrei Carlos e Sandra novamente no qual coincidentemente estavamos no mesmo voo e fiquei muito contente em saber que teria boa compania pelo caminho e nas esperas entre aeroportos. O primeiro trecho da viagem durou 8 horas entre Beijing e Moscou, e pelo fato de estar em uma zona horaria +7 relaçao a Espanha, durante toda a viagem contamos com o sol do “meio dia”. Incrível que na tela do navegador do aviao eu visualizava o mapa traçando exatamente a rota que fiz em trem, mas desta vez em sentido contraria, e isto me ajudou a me localizar pelo deserto da Mongolia, Siberia e outros pontos no qual completei por via terrestre, e a cada ponto vinha em minha memória os momentos que passei no trem dia -a dia e imaginava que diariamente aqueles trilhos estavam sendo movimentado por novas historias e razoes que levavam pessoas de diferentes partes do mundo a realizar este trajeto.

Chegando em Moscou, as 4 horas de espera ajudou para poder conhecer melhor meus novos amigos Madrilenhos. Ali estivemos tomando umas cervejas e eles me contaram um pouco de suas histórias de viagens pela India, Australia, Foz do Iguaçu entre outras partes do mundo em que estiveram. Foi um momento bem agradável onde marcamos de nos encontrar em Madrid nos próximos dias.

As 5 horas que separaram Moscou de Madrid, anunciando o ultimo trecho de minha viagem, foi bastante cansativa, mas ali estavamos pousando no aeroporto de Barajas as 23:00, onde a chuva, que nao me acompanhou em nenhum dia de minha viagem, me dava as Boas Vindas, onde o que eu mais queria era chegar em casa, tomar um bom banho e dormir na MINHA cama………

Agora já em casa, a todo o momento me vêm recuerdos da viagem. Com a mala desfeita, me resta agora tirar das paredes do meu quarto os mapas da Transiberiana, suas zonas horarias, detalhes da viagem que eu havia pregado há 6 meses atras e que hoje olho e comparo as expectativas que eu tinha até o dia 18/12 e me sinto completamente realizado.  Os dias de sol, a neve decorando a paisagem, as pessoas que encontrei, o fato de nao haver acontecido nenhum incidente…..TUDO absolutamente perfeito,e agora tento imaginar o caminho que percorrerao as pessoas que conheci Sergey, Ala, Oscar, Maria, Anya, Fukita, Alex e Sascha, Edo e Anna, Oliver, Tim…. entre outros, dos quais alguns sinto que ainda irei encontrar “por aí” mas outros nunca mais irei saber o paradeiro….. Mas o importante é que fizeram parte de minha Transiberiana e com isso fizeram parte de minha história….!!!

El pase de diapositivas requiere JavaScript.

Anuncios